Tradutor

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Yoga do Riso no Parque da Cidade


Parque da Cidade - Porto/Matosinhos:
Encontro às 17h30mim dos sorrisos no Parque da Cidade pela Boa Vista (em frente ao estacionamento). Logo após, escolha de um cantinho no parque com direito a relva bem verdinha, som dos pássaros, brisa leve e convidamos também o amigo sol!!!

O que é Yoga do Riso:

Uma sessão de yoga do riso consiste numa actividade lúdica onde se intercalam exercícios de respiração e alongamentos yoga com exercícios de riso. É uma actividade de catarse colectiva através do riso, dinamizada por um líder. Na realidade, é uma ginástica da gargalhada com consequências também terapêuticas. Transportam as pessoas do riso falso ao riso verdadeiro. Nas sessões de Yoga do Riso os líderes do Riso desenvolvem actividades que despertam o lado lúdico da vida e a criança interior, através da realização de dinâmicas de grupo, exercícios que visam a alegria, integração e satisfação pessoal assim como, do grupo.

Foi desenvolvida pelo médico indiano Dr. Madan Kataria auxiliado por sua esposa Madhuri Kataria. Começou com apenas 5 pessoas gargalhando sob sua orientação e actualmente existem mais de 6000 clubes do riso espalhados por todo o mundo.

A gargalhada ajuda no processo de recuperação de todas as enfermidades e desequilíbrios, melhora a comunicação, a criatividade, o fluxo do pensamento e os relacionamentos interpessoais.

Líderes do Riso: Madalena David, Ana Portocarrero, Eveline Carvalho Cunha e Susana Cal

Tempo da sessão:

Em média 60 minutos. É composta por 3 fazes:

1. Exercícios de aquecimento e respiração.

2. Exercícios de riso yoga.

3. Meditação de riso e Relaxamento.

É aconselhável roupa confortável para a sessão.

Estes são algums dos principais benefícios do Yoga do Riso:

Melhora da Saúde e Bem-estar; Regula o sono; Ajuda na digestão; Efeito analgésico; Passar do estado simpático (stress/alerta) para o estado parassimpático (descontraído,relaxado); Aumenta os níveis de oxigénio no corpo e liberta endorfinas; Aumenta a resistência física através da estimulação do sistema imunitário; Prevenção/tratamento de estados depressivos; Aumento da criatividade e humor; Maior capacidade de reter e relembrar informação; Desenvolve a autoconfiança e as qualidades de liderança entre os participantes; Transforma emoções como a raiva, o medo, os ciúmes ou a tristeza em emoções positivas como amor, amizade, perdão e compaixão; Melhora as relações humanas no geral.


terça-feira, 24 de agosto de 2010

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Ria! Pela sua saúde



Por: Boas Notícias - 13/08/2010


Quando chega a casa, depois de um dia de trabalho, quantas vezes já insultou o condutor da frente, embirrou com os colegas ou perdeu a paciência com o empregado do café? Se a resposta é "muitas vezes" aprenda a encarar a vida de outra maneira... porque está provado que RIR dá saúde e faz crescer.

Pouco adianta ficar furioso quando entornamos café na camisa lavada ou quando temos que mudar um pneu furado. Os nervos complicam a situação e o raciocínio. Encarar as dificuldades pelo lado positivo permite-nos ver com mais clareza as soluções possíveis e portanto, manter uma mente mais sã.

Segundo as últimas pesquisas, o riso é uma arma eficaz contra o stress e atenua sentimentos de tensão, ansiedade e frustração. Ninguém é perfeito e a própria vida está recheada de contratempos. Mas o stress - tão comum, sobretudo, nas grandes cidades -agrava os problemas além de afastar as outras pessoas.

Tomando como referência o trabalho do psiquiatra George Vaillant - que identificou a presença de cinco mecanismos capazes de combater o stress, entre eles o humor - o médico norte-americano William Fry garante que este pode atuar contra a frustração, o medo e a raiva, O que de facto faz sentido: se as emoções negativas podem perturbar o organismo, por que não podem as emoções positivas restabelecer a harmonia?

Quem ri seus males espanta
Mas para além dos benefícios psicológicos, o bom humor reflete-se também no nosso corpo. Um estudo realizado pela Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, comprovou que o riso e o sentido humor são uma arma eficaz para prevenir enfartes e acidentes cardiovasculares. E está provado, estatisticamente, que a maior parte dos ataques cardíacos acontecem em momentos de tensão.

A equipa de Maryland interrogou 150 pessoas com problemas cardíacos sobre a sua capacidade de rir em diversas situações. Depois comparou os resultados com as respostas de 150 pessoas saudáveis. O resultado revelou que os indivíduos cardíacos não achavam piada a 40 cento das situações que os indivíduos sem doenças coronárias consideravam cómicas.

"Não sabemos ainda porque o riso protege o coração, mas sabemos que a tensão mental engrossa o tecido do interior dos vasos sanguíneos", pois provoca uma acumulação de gorduras e colesterol, afirmou um dos membros da equipa. E a obstrução das veias é o primeiro passo para ter uma crise cardíaca.

Rir = exercício físico
Além do coração, uma boa sessão de gargalhadas estimula a imunidade do corpo. O riso dispara a produção de "gamma interferon", o que estimula as chamadas células "T" - que defendem o corpo de ataques virais e células cancerígenas.

Mas há mais... uma gargalhada vigorosa pode proporcionar exatamente a mesma resposta física que o exercício aeróbico intensivo. Ao rir, o ritmo cardíaco e respiratório aumenta e as pressões do sangue e do corpo tendem a subir.

Tal como o exercício físico, o riso libera as hormonas que aumentam o ânimo, aumentam a oxigenação do sangue, alimentam a pele e relaxam o corpo. Calcula-se que um dia cheio de gargalhadas tem um valor aeróbico equivalente a 10 minutos de remo ou 15 minutos de bicicleta. Ou seja, uma semana a rir equivale a mais de 1 hora e meia de exercício e pode ser bem mais divertido!

Resumindo: o riso cura. Além de dar alento, rir estimula as defesas naturais do organismo. Alta tensão arterial, problemas cardíacos, e outras doenças do coração também podem ser reduzidas com uma boa dose de riso. Por fim, rir provoca a expansão da caixa torácica, aumenta a capacidade de respirar e relaxa os músculos.

"Patch" Adams, o Dr. Riso

Hoje em dia, o riso é utilizado para combater várias doenças crónicas e psicossomáticas, como também para ajudar pacientes que sofrem de cancro e doenças cardíacas. Mas o pioneiro da "terapia do riso" foi Hunter Adams cuja vida serviu de inspiração para o filme de Hollywood protagonizado por Robin Williams que encarnou a personagem de Dr. "Patch" Adams.

O verdadeiro Hunter Adams decidiu dedicar-se à medicina depois de estar internado por causa de uma depressão. Já durante o curso de medicina, Hunter começou a apostar no humor, na criatividade e no carinho, além dos medicamentos, para descontrair os doentes e acelerar os processos de cura [ver vídeo]. Adams também acredita na prestação de serviços médicos gratuitos, lutando contra o sistema de saúde privado que tem imperado nos EUA.


Depois de se tornar médico, o Dr. Hunter 'Patch' Adams fundou o Gesundheit! Institute onde passa horas mascarado de palhaço a fazer espetáculos para entreter os doentes. Todos os anos, Patch e alguns membros da sua equipa organizam viagens por vários países para partilharem as suas técnicas terâpeuticas.

Atualmente já há, em várias partes do mundo, "terapias do riso" onde, sem ajuda de qualquer medicamento ou fatores externos, se ensina as pessoas a rir, a rirem de si mesmas e a recordar situações engraçadas. O objetivo é provocar risos verdadeiros que movem 400 músculos em todo o corpo, ativam o sistema imunológico e oxigenam os tecidos.

Por isso lembre-se: uma gargalhada ou um simples sorriso, mesmo nos momentos mais complicados, podem fazer com que se sinta muito melhor. Trânsito, arrufos amorosos, problemas no trabalho são, normalmente, questões menores que não merecem o sacrifício da nossa saúde e da nossa qualidade de vida.

Benefícios Físicos:
-Sistema imunológico mais forte
-Ritmo cardíaco mais saudável
-Redução das hormonas do stress
-Relaxamento dos músculos
-Respiração mais regular

Benefícios Psicológicos:
-Menos stress
-Redução da ansiedade e do nervosismo
-Maior alegria e energia
-Maior controle das situações




quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O tempo cura tudo!


Era uma vez um passarinho que morava num ninho no alto de uma mangueira. Quando a mamãe passarinha saía cedinho para procurar alimento, falava:


- Ó filhinho, não saia do ninho. Você ainda é um filhotinho, pode cair lá embaixo e se machucar.
Mas o passarinho morria de vontade de dar as suas voadinhas, experimentar as suas asinhas cheias de peninhas. Experimentou uma vez. Experimentou a segunda. Quando experimentou a terceira, caiu e quebrou uma asa. Saiu, andando pelo chão, arrastando a asa, procurando uma ajudinha.


- Ó minha amiga vaquinha, conserte a minha asinha, que eu quebrei dando uma voadinha.
A vaquinha, muito mal-humorada, disse que não entendia de asas. O passarinho continuou o seu caminho, arrastando a sua asinha quebrada. Até que encontrou um cavalo e pediu ajuda de novo, coitadinho.


- Ó meu amigo cavalinho, conserte a minha asinha, que eu quebrei dando uma voadinha.
O cavalo relinchou e disse que não consertava asas. Não era veterinário.
E lá se foi o passarinho andando, pedindo ajuda a todo mundo que encontrava, ouvindo sempre o mesmo. Até que encontrou um rio, muito transparente, e parou para beber água.


- Ó meu amigo riozinho, conserte a minha asinha, que eu quebrei dando uma voadinha! E o rio de águas claras cantarolou:
- Bote aqui a sua asinha bote aqui no leito meu e depois não vá dizer que você se arrependeu.


E com todo cuidado, enfaixou a asinha do amiguinho, sorrindo dizendo:
- Dê um tempo ao tempo, fique quieto uns dias no seu ninho, meu passarinho!
E foi o que o passarinho fez. Voltou para o seu ninho e deixou o tempo passar, bem quietinho.
O tempo passou. Ele sarou e aprendeu a voar bem direitinho.
E no seu primeiro vôo sozinho, levou uma flor para o seu amigo riozinho. Ele agradeceu com um sorriso claro.


- O tempo cura tudo. É só dar tempo ao tempo, amigo passarinho.

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Palavras Poderosas 2 - A Frase Proibida

Olá! Este vídeo complementa o post anterior sobre as palavras poderosas.

Esta dupla fantástica - Rita Vilela e Margarida Fonseca Santos - contam uma bela história repleta de profunda reflexão sobre as palavras "Eu Tenho de..." que devem ser substituidas por... Ah!!! Para saber... assista o vídeo!!! haha... ficou curioso (a)??

Veja e comente!!!

Palavras Poderosas!

As palavras têm grande poder e podem influenciar a nossa maneira de pensar e agir de forma positiva ou negativa. Este vídeo nos faz relembrar, de maneira clara, as palavras que denotam baixa e grande motivação. Vejam elas:

Baixa motivação: "necessito de", "devo fazer", "preciso de", "tenho que"... geram desmotivação e nos deixam desanimados.

Alta motivação: "quero fazer", "é importante fazer", "gosto de", "é bom terminar"... trazem motivação e ânimo, um novo impulso para a nossa acção pois o cérebro entende como positiva esta forma de comunicar.

Vejam outros exemplos neste vídeo e abusem das palavras motivadoras no dia-a-dia!!!